defb9df786bd989169989f90df0e5897.jpg
404a20404c2d6ab035ac58f720aaff88.jpg
0fc6e63c07cc71102e47b0036cf81159.jpg
e88a5ac9c4e8a1335119b6dbdf500e31.jpg
diana1
Diana Catarino

Diana Catarino, natural de Leiria, nasceu numa família de músicos e iniciou os seus estudos musicais aos 3 anos na Sociedade Artística Musical Pousense. É Mestre em Saxofone pela ESML/IPL desde 2017 (Mestrado em Ensino da Música, variante de saxofone).Concluiu o curso complementar de saxofone na Escola de Musica do Orfeão de Leiria em 2006 (Prof. Alberto Roque), é licenciada em saxofone pela ESML  desde 2009 ( Prof. José Massarrão) e possui um DEM em saxofone clássico pelo Conservatoire de Région de Musique et Danse de Lyon desde 2011 (Prof. Jean Denis Michat). Estudou ainda jazz na American School of Modern Music of Paris e iniciação à composição no Conservatoire de Boulogne-Billancourt-Paris 92 (Prof. Jean-Luc Hervé).

Ao longo dos anos completou a sua formação académica assistindo a várias master classes com saxofonistas e compositores como Hugo Gaito, Rita Nunes, Mário Marques, João Figueiredo, Fernando Ramos, José Menezes (jazz), James Houlik, Henk van Twillert e Arno Bornkamp (Conservatorio de Amesterdão), Antonio Felipe Belijar, Albert Juliá, Mario Marzi, Jean-Yves Fourmeau, Stéphane Laporte, Claude Delangle (CNMDP), Eric Devallon, Alexandre Doisy, Richard Ducros, Christian Lauba, Michel Supera, Jerôme Laran, Otis Murphy, Rick Margitza (jazz), Eduardo Fernandez (latin jazz), Mário Santos (jazz), Desidério Lázaro (jazz) e Paula Oliveira (vocal jazz).

Participou em vários concursos nacionais e internacionais onde ganhou:

2003 - 1º Prémio Exaequo no 'Concurso Os Melhores Alunos 2002-2003' (SAMP);

2004 - 2º Prémio no Concurso de Melhores Alunos (EMOL);

2005 - 1º Prémio com o duo de saxofones no Concurso de Melhores Alunos (EMOL);

2007 - 3º Prémio no Concurso Internacional de Saxofone Vítor Santos (FISP Palmela);

2008 - 3º Prémio no Concurso Internacional de Terras de La Salette (Oliveira de Azeméis).

Em 2014, foi distinguida com a 'Homenagem de Mérito' da freguesia de Maceira,concelho  de Leiria.
 
 
Teve ainda várias participações orquestrais sob a direção dos maestros Alberto Roque, Vasco Pierce de Azevedo, Délio Gonçalves, Henrique Piloto, Pedro Figueiredo, Adelino Mota, Luís Ferreira, Élio Fróis, Luis Casalinho, Manuel Durão, Roberto Perez , Sir David Whitwell, Jean-Marc Burfin, Christopher Bochmann e Reinaldo Guerreiro.  Tocou integrada nas Orquestra Sinfónica Juvenil, Academia Nacional Superior de Orquestra e Orquestra Filarmonia das Beiras e foi membro permanente da Nova Orquestra de Lisboa e Lusitanus Ensemble. Em 2009 tocou a solo com a Orquestra Sinfónica da ESML o Concerto para Saxofone e Orquestra de A. Glazunov. Actualmente é primeiro saxofone na Orquestra Marquês de Pombal.
 
 
Diana trabalha frequentemente em colaboração com compositores portugueses e estrangeiros a destacar a criação da Sonata para saxofone e piano de Tiago Derriça (publicada pela AVA Musical Editions) , dedicada a si, as estreias de Wandering e Cradle Song de Gonçalo Gato e estreia da banda sonora do filme ‘La bas la mer’ com música do compositor Phivos-Angelos Kollias. 
 
 
Como oradora participou no TEDxYouth Leiria com a talk ‘Um saxofone que ri’ e apresentou o seu trabalho de investigação no âmbito da Tese de Mestrado no EurSax’17- Porto, 2.º Congresso Europeu de Saxofone com a conferência ‘A influência dos problemas de embocadura na qualidade da emissão em estudantes de saxofone- estratégias pedagógicas’.
 
 
Lecionou na Escola de Música do Orfeão de Leiria, na Ourearte, no Lycée Français Charles Lepierre (IML), na Sociedade Filarmónica Maceirense, no Conservatório Regional de Coimbra, Conservatório de Música de Coimbra, Sociedade Filarmónica Vermoilense e SAMP. Ministra workshops e masterclasses de saxofone em Portugal. Actualmente é professora na Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues- Física de Torres Vedras.
 
 
Como performer, Diana apresenta-se como uma saxofonista eclética que circula por vários estilos músicais diferentes e que rejeita rótulos. Produz-se regularmente tanto a solo, como freelancer, em eventos, integrada em diferentes bandas e projectos, integrada em orquestras, na música clássica, contemporânea, ligeira e jazz. O objectivo é chegar ao coração do público e expandir os limites da criatividade.